"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Um octogenário denuncia: O Senado é um valhacouto de oligarcas...

Eu, que misteriosamente (talvez por um transtorno biológico ou neurológico) costumo acordar todas as manhãs transbordando de alegria, uma alegria descabida e sem sentido se considerarmos os desvarios do entorno, hoje quase entrei num surto de euforia ao ouvir um dos “presidenciáveis” propugnando pela TV o fechamento do Senado Federal. Segundo suas rebuscadas palavras, fecharia aquele apêndice do Congresso Nacional por ser um “valhacouto de oligarcas”. Não vou negar que apesar de considerar o português usado meio fora de moda senti uma empatia súbita por aquele octogenário e que achei sua proposta excelente. O máximo! Àqueles a quem a palavra “valhacouto” incomodar, podem substituí-la por: ninho, corja, trupe, quadrilha, refúgio, confraria, gang, covil, bunker etc., etc.

EM TEMPO: Recentemente, uma senadora (que, aliás, também é “presidenciável”) falando de sua saída do Senado Federal confessou que prefere ser como uma ervinha qualquer lá na floresta do que como um cacto inútil lá sobre uma mesa daquele antro. Mesmo que sejam apenas palavras, metáforas e verborragia, elas fazem bem, muito bem mesmo, pelo menos aos sonhadores e aos piromaníacos.


http://www.youtube.com/watch?v=YaBzuPGqDXo


Ezio Flavio Bazzo

Um comentário:

  1. Acordar transbordando alegria é um privilégio de poucos e suaS palavras são sementes de mostarda.

    ResponderExcluir