"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Notícias de Buenos Aires 2....

O mármore, o granito, o luxo, a elegância e a estética das butiques de La Ricoleta estão presentes também no cemitério de mesmo nome, onde apodrecem os restos de personalidades nacionais e também os da Evita. Alguns sindicalistas peronistas deixaram-lhe flores ontem, como se a ela e aos mortos em geral ainda lhes interessasse alguma coisa. Intelectuais e admiradores estrangeiros desavisados passam horas ali procurando a lápide do Borges, só que ela está lá num cemitério suíço. Para quem escreveu História de la noche, talvez esta solidão latina e porteña lhe parecesse insuportável... A cidade fervilha. O Circo de Marseille hipnotizou uma multidão  na Plaza San Martin. Apesar de parecer impossível, já que dizem que o Estado é “laico”, quem decidir visitar La casa rosada vai encontrar logo na entrada um altar com uma Nossa Senhora imensa. Bem em frente, na Plaza de Mayo, e no mesmo dia,  presenciei uma gigantesca manifestação (ateísta?) em defesa da liberação da maconha. É curioso - dizia um forasteiro e ex-militante tupamaro – que só sobraram três grandes lutas sociais no planeta: 1. A luta dos gays (pelo direito de enrabarem-se mutuamente); 2. a luta dos drogadictos (pelo direito de passarem a vida drogados e alucinados) e 3. a luta dos religiosos (pelo direito de seguirem miseravelmente acreditando e esperando por um Salvador).

http://www.youtube.com/watch?v=fsAGpw5uwDU

Nenhum comentário:

Postar um comentário