"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quarta-feira, 31 de março de 2010

INTRIGAS, INVEJAS E NARCISISMOS ENTRE PENSADORES...

I. Kant é um burguês, isto é, um homem pequeno, medíocre, prudente, pouco amante de aventuras e de estética. (Giovanni Papini)

II. Faz dois mil anos que Jesus se vinga da humanidade por não ter morrido sobre um sofá. (Cioran)

III. Existe uma filosofia kantiana e um charlatanismo fichteano. (Schopenhauer)

IV. É porque deixa de ser um homem de ciência para transformar-se no profeta de uma mística tenebrosa, que Freud alcança um êxito extraordinário. (Berl)

VI. Hegel, esse sofista que tinha tanto desprezo pelas crianças de oito anos que acreditava que os dogmas da igreja eram suficientes para elas. (Jules Lequier)

VII. Cuando veo en Marx o Lenin la palabra espíritu, yo me digo que hay mugre y revoltijo inmundo y que Dios le há chupado el culo a Lenin y que es así como há pasado siempre. (A. Artaud)

VIII. Nietzsche, esse tipo fanfarrão de quem se fala bebendo conhaque. (Roger Nimier)

IX. Oh Platão, tão admirado! Não contaste mais que fabulas. (Voltaire)

X. Rousseau, essa tarântula moral. (Nietzsche)

XI. Seneca era um infeliz escrevendo sobre a felicidade. É verdade que era estóico, espécie de leproso armado contra o prazer de viver. (La Mettrie)

XII. Entre las piedras reverberantes de Salamanca, Unamuno inicia a una tórrida juventud en el energumenismo, arropándose con los guiñapos de su filosofia cívica de la fraqueza. (Eugenio d´Ors)

Um comentário: