"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

terça-feira, 28 de abril de 2009

Yo también fui un espermatozóide


Crítico e admirador de minha “obra”, um intelectual de renome e professor de filosofia da Unb retornou de Buenos Aires trazendo-me um presente pouco comum neste parnaso futebolístico brasileiro: oito livros do escritor argentino Dalmiro Saenz. No momento estou terminando de ler Yo también fui um espermatozóide, os outros, que faço questão de mencioná-los abaixo, estão ávidos e ansiosos na lista de espera.


1. Sobre sus párpados abiertos caminaba una mosca.

2. Acordate de olvidar.

3. Cuentos para niños pornográficos.

4. Carta abierta a mi futura ex-mujer.

5. NO.

6. ESE.

7. Las boludas.


É de Delmiro Saenz a frase: “Nada se parece mais a un fascista que um burguês assustado”.


Ezio Flavio Bazzo

Um comentário:

  1. curioso. ontem vasculhando o site www.palabrasmalditas.net me esbarrei com a seguinte frase: “Me molesta leer a los buenos, me da mucha envidia” dita por esse dalmiro saenz.

    ResponderExcluir