"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

domingo, 4 de janeiro de 2009

Prazeres e gozos secretos da guerra


Quando nasci o Estado de Israel já tinha um ano e sete meses. De lá para cá o noticiário sobre aquela região foi sempre o mesmo e sempre sonorizado pelo pipocar das metralhadoras. Pedradas, tiros, mísseis, foguetes, tanques, bombas, esfaqueamentos, cercas, muros, acordos, desacordos, túneis, dinamite, fanatismo, Maomé de um lado e Jeová de outro. Caim e Abel entre as tumbas e as covas enxarcadas de lágrimas, sangue, pólvora, maldições e lamentos. Foram intermináveis as "reuniões de emergência" pelo mundo a fora e as assinaturas de contratos em castelos, em mansões, em sinagogas e em mesquitas. Houve até mesmo um Prêmio Nobel compartido entre as partes em conflito. Tudo inútil. A terra, o ouro, o deserto e a água, que não pertencem verdadeiramente a ninguém seguem servindo como pretextos para as mais desprezíveis matanças. A guerra continua vigorosa e a paz parece não ser a panacéia que tanto se promove e se divulga ao redor do planeta. Talvez haja na guerra e no extermínio mútuo, - além do interesse das hienas fabricantes de armas e dos coveiros - um prazer e um gozo secretos que ainda nem suspeitamos e que, por razões idealistas e românticas jamais se venha a encarar.

Ezio Flavio Bazzo

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. faraós mumificadores, romanos prepotentes, alexandre, muhammad, gengis khan, persas sensuais, turco-otomanos toscos, britânicos piratas concebidos pela rainha, estadunidenses comedores de bigmac, judeus criadores da lucrativa indústria do holocáusto... todos impérios passaram pela palestina! o que tem aquela terra? brigas de irmãos. terra santa das 3 grandes religiões monoteístas. território elo, pelo mar, por terra ou pelo ar, a três continentes. é dever, de qualquer senhor tarado da guerra ter que passar pela palestina e tentar gozar. porém, ironia bufante da história... todos os impérios que, de lá, se dirigiram para as terras do afeganistão, não resistindo e passarando pelo iraque... caíram. ah... neste momento os eua estão fazendo exatamente esse percurso... oh, perdoem me não quero rivalizar com a mãe diná.

    ResponderExcluir